HPV – Papilomavírus Humano

O que é?

O HPV, ou papilomavírus humano, compreende uma família de vírus com quase 200 subtipos. São vírus que podem infectar a pele de qualquer parte do corpo e da região genital, incluindo pênis e bolsa escrotal nos homens e qualquer parte da vulva, vagina e colo do útero em mulheres. A infecção do canal urinário (uretra) pode ocorrer em ambos os sexos. Além disso, o HPV pode infectar qualquer órgão do corpo em indivíduos com imunidade baixa, como nos infectados pelo HIV.

Como ocorre a infecção?

A infecção depende de contato direto prolongado do vírus com a pele de qualquer parte do corpo ou região genital. Estima-se que 1-2% da população sexualmente ativa apresente a infecção ativa pelo HPV, estando diretamente relacionado a fatores de risco como idade, comportamento sexual, uso de preservativo, tabagismo e a presença de outras doenças sexualmente transmissíveis.

O que a infecção pode causar?

Considerando a infecção genital pelo HPV, existem basicamente duas classes de vírus: aquela cujos vírus causam apenas as verrugas genitais (também denominada de condiloma acuminado, popularmente conhecida como “crista de galo” e uma segunda classe associada ao câncer de colo de útero na mulher.

Como é feito o diagnóstico?

Geralmente o próprio paciente identifica a presença das verrugas, principalmente os homens. O urologista confirma o diagnóstico e indica o tratamento. No caso das mulheres, o diagnóstico torna-se mais difícil por conta do aparecimento das lesões comumente ocorrer na região interna da vagina ou no colo do útero, daí a necessidade do exame ginecológico rotineiro. Em casos de dúvida, outros métodos diagnósticos como a genitoscopia, colpocitologia, biópsia e análise da lesão e a captura híbrida podem ser necessários.

O HPV tem cura?

Depois de instalada, a infecção é considerada incurável até o momento. Contudo, quando adequadamente tratada por um especialista, o vírus geralmente entra em equilíbrio com o sistema de defesa, e as lesões clínicas (verrugas) tendem a intervalos de recorrência bastante espaçados.

Como é o Tratamento para HPV e Condiloma?

Vários métodos podem ser utilizados no tratamento do HPV, sendo os mais utilizados a cauterização elétrica ou química. Um dos fatores mais importantes no sucesso do tratamento é o entendimento do problema por parte do paciente e o acompanhamento de perto pelo médico especialista, que geralmente é o urologista para os homens e o ginecologista para as mulheres.

Existe vacina para o HPV?

No Brasil já estão aprovadas 2 vacinas contra o HPV: a bivalente e a quadrivalente. Vários estudos demonstraram que elas são seguras e efetivas, mas não são capazes de curar a infecção já instalada. Como qualquer vacina, ela é capaz de proteger o indivíduo contra a doença antes do contato com o vírus e, portanto, são preventivas. Em casos específicos, a vacina pode ajudar no controle da doença recorrente em indivíduos infectados pelo HPV.


Warning: sizeof(): Parameter must be an array or an object that implements Countable in /home/urobrasil/www/wp-content/plugins/simple-fields/functions.php on line 1685